fbpx

Após M&As, empresas adquiridas pela Softplan crescem 40% ao ano

Resultados obtidos por startups como Checklist Fácil, Prevision e o CRM Construtor de Vendas fortalecem estratégia de crescimento inorgânico da companhia catarinense, que espera fechar 2023 com faturamento de R$ 760 milhões.

1562168003SedeSoftplan2_menor
Foto: Divulgação

Após ser adquirida em 2020 pela Softplan, a scale-up Checklist Fácil viu o faturamento passar de R$ 19 milhões em 2021 para R$ 36 milhões em 2022. Em 2023, a perspectiva é crescer 40% e ultrapassar R$ 50 milhões, com mais de 1.000 clientes em diversos segmentos. 

Para Rafael Zambelli, CEO da Checklist Fácil, “estamos aumentando a eficiência operacional em diversos segmentos de mercado e contribuindo para a economia do país, com uma estrutura grande, que conta com mais de 1.000 clientes. Hoje, somos a solução líder no mercado de checklists na América Latina e pretendemos chegar à marca dos R$ 80 milhões em faturamento até o final de 2024”, destacou. 

Outra startup que passou recentemente ao controle da Softplan, a construtech Prevision (plataforma líder na aplicação de Lean Construction) deve registrar até o fim do ano uma alta de 61%, passando de um faturamento de R$ 8 milhões em 2022 para R$ 13,5 milhões ao fim de 2023. 

Outra das aquisições do período foi o CRM Construtor de Vendas (CV), que saltou de uma receita de R$ 3,5 milhões (2020) pré-compra e que deve fechar 2023 com um faturamento de R$ 23 milhões, alta de 42% frente aos dados de 2022 (quando fechou com R$ 16 milhões de receita). 

No acumulado de 2023, estas três empresas – Checklist Fácil, Prevision e CV – representam 12% do faturamento da Softplan que, nos últimos dois anos, viu o número de colaboradores saltar de 2.500 para 2.700. Todas elas foram destaque no ranking Negócios em Expansão – parceria entre a Exame, BTG Pactual e PWC Brasil, que premia em cinco categorias diferentes empresas com receita operacional líquida entre R$ 2 milhões e R$ 300 milhões – ocupando, respectivamente a 61a., 63a. e 85a. colocação na lista. 

Os dados mostram que a estratégia de fusões e aquisições (M&A) iniciada em 2020 pelo grupo catarinense de tecnologia Softplan tem sido uma importante ferramenta para a expansão inorgânica dos negócios. Nestes últimos anos, a Softplan investiu mais de R$ 300 milhões em transações de M&A e projetos de inovação, com destaque para os últimos 18 meses, quando realizou a aquisição de seis companhias nas áreas de construtech e legaltech privado. Para 2023, o grupo prevê uma alta de 30% no faturamento, atingindo R$ 760 milhões (no ano passado, a receita foi de R$ 586 milhões).

“Estamos certos na nossa estratégia, com um crescimento consistente que estabelece nossa posição no mercado como uma empresa MultiSaaS e líder dos segmentos em que atuamos”, comenta Guilherme Tossulino, Diretor de Estratégia e M&A da companhia. 

Fonte: Redação SC Inova, com informações da Assessoria de Imprensa

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore