fbpx

Cientistas criam robô inspirado em lagartixas; confira

O GASS foi desenvolvido como parte dos estudos de materiais adesivos com estruturas micropadronizadas
Robô desenvolvido em Carnegie Mellon University / Imagem: Reprodução/YouTube

Pesquisadores da Carnegie Mellon University (EUA) estão desenvolvendo um robô capaz de se locomover mesmo em superfícies molhadas. Esse projeto foi equipado com corpo inspirado em animais como as lagartixas e as estrelas marinhas, que conseguem andar por superfícies sem deixar rastros.

Mas o robô em si não é o grande foco do estudo. Os pesquisadores estão testando novos materiais adesivos que sejam resistentes à exploração subaquática, e o robô rastreador Gecko Adhesion Based Sea Star (GASS) foi criado como forma de testar o material em algo que pudesse escalar e nadar.

“Esta é uma incrível prova de conceito”, afirmou Sampada Acharya, professor associado do laboratório de Engenharia Mecânica. “Podemos imaginar o uso de um material como este não apenas para exploração subaquática, mas também para ajudar as pessoas comuns na área da saúde”.
 

Testes do robô GASS

  • Durante as avaliações em superfícies de vidro, acrílico e aço inoxidável, os pés adesivos do robô melhoraram significativamente a locomoção em ambientes úmidos e secos;
  • O GASS conseguiu subir em declives de 25 graus, se mantendo estaticamente em declives de 51 graus.

Os principais autores do artigo estão focados em direcionar o projeto para o avanço dos estudos da área de saúde, concentrando a pesquisa na otimização da coleta de patógenos (por exemplo, bactérias, vírus, fungos) de ambientes infecciosos, com o intuito de reduzir infecções adquiridas em hospitais por pacientes que utilizarem os materiais micro-padronizados.

 

“Espero ver fornecedores utilizando robôs integrados com materiais inteligentes inspirados em lagartixas para coletar e detectar patógenos em superfícies. Isso reduzirá o erro humano e poderá diminuir as infecções hospitalares, reduzir os custos operacionais e facilitar a vida dos pacientes […] A capacidade do rastreador GASS de se mover em todas as superfícies diferentes nos aproxima um passo desse objetivo.”

Sampada Acharya

 
“O uso de estruturas micropadronizadas permite que esse material adira a diferentes superfícies e tem mostrado bons resultados na pele”, diz Roberts, voluntário em Carmel Majidi. “A adesão é aprimorada usando efeito de divisão de contato semelhante ao observado em adesivos naturais de lagartixas.”

Fonte: Olhar Digital | Por Alisson Santos, editado por Rodrigo Mozelli 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore