fbpx

Com El Niño perdendo força, previsão climática da Defesa Civil aponta para chuvas próximas da média no trimestre

De acordo com o departamento de climatologia da Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina (SDC), no próximo trimestre, o fenômeno El Niño continua ativo, mas perde força gradualmente até a neutralidade, quando não exercerá mais influência nos regimes de chuva e temperatura

Com El Niño perdendo força, previsão climática da Defesa Civil aponta para chuvas próximas da média no trimestre
Foto: Airton Fernandes / Ascom SDC

Com o fenômeno perdendo força, a previsão indica que nos meses de fevereiro, março e abril, as chuvas devem ficar próximas da média, mas as temperaturas continuam mais elevadas em comparação à média do período.

Em fevereiro a tendência é que as chuvas fiquem próximas do esperado nas áreas litorâneas, mas isso não significa que o estado não terá chuvas volumosas, já que nesse mês costuma chover bastante no litoral. No Grande Oeste, onde ainda devem ocorrer eventos que tragam temporais com chuva intensa, as precipitações devem ficar levemente acima da média. No mês, as temperaturas ainda são altas, consideradas acima da média.

Em março e abril, quando inicia o outono, a precipitação reduz. Nesse período os temporais de verão diminuem, e sistemas meteorológicos como frentes frias, atuam com maior frequência, deixando as chuvas mais regulares. Em ambos os meses são esperados volumes de chuva dentro da média em Santa Catarina. Nesse período as temperaturas passam a ser amenas pela manhã, mas continuam elevadas à tarde, ainda resultando em valores acima da média.

Fevereiro chuvoso

Fevereiro costuma ser bastante chuvoso entre os planaltos e o litoral de Santa Catarina, devido à frequente atuação da circulação marítima. Nestas áreas são esperados em torno de 200 mm a 250 mm de precipitação ao longo do mês. Já entre o Extremo Oeste e os planaltos, a chuva tende a ser mais irregular, provocada principalmente pela disponibilidade de calor e umidade, com acumulados entre 150 mm e 200 mm. No mês de março, quando inicia o outono, a precipitação diminui em todo o estado, com acumulados de 150 mm a 200 mm no litoral e Oeste catarinense e entre 125 mm e 150 mm no restante do estado. Em abril, a chuva diminui ainda mais, com valores de até 150 mm na maioria das regiões.

Recomendações da SDC

Em caso de temporais, busque local abrigado, longe de árvores, placas e de outros objetos que possam ser arremessados. Na praia, jamais fique na água. Em alagamentos e enxurradas, evite o contato com as águas e não dirija em locais alagados. Não transite em pontilhões e pontes submersas. Cuidado com crianças próximas a rios e ribeirões.

Fique atento à rachadura em paredes e encostas, inclinação de postes, árvores e muros e água vertendo do solo para identificar riscos de deslizamento. Para os dias mais quentes, a Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil recomenda manter os ambientes com temperaturas agradáveis, especialmente para pessoas idosas, enfermos animais de estimação, e minimizar exposições diretas ao sol e evitar fazer exercícios físicos nos horários de pico de calor, além de hidratar-se regularmente.

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore