fbpx

Empresa de exportação e importação lança startup para apoiar internacionalização de negócios de tecnologia

A WTM International, com sede em Balneário Camboriú (SC), apresenta no Startup Summit o International Tech Hub (ITH), spin-off que terá parceria de grupo temático da ACATE.
 
Foto: Divulgação

Startups brasileiras que buscam o mercado externo terão um novo player em Santa Catarina para apoiar os primeiros passos desta complexa jornada. A WTM International, empresa com sede em Balneário Camboriú (SC), que atua há duas décadas com importação e exportação de produtos e serviços (como softwares e outros “intangíveis”) lança durante o Startup Summit 2023, em Florianópolis, sua spin-off: o International Tech Hub (ITH), empresa que terá como foco o apoio  no estágio inicial de internacionalização de empresas do setor de tecnologia. A iniciativa conta com a parceria do Grupo Temático de Internacionalização da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE)

De acordo com dados do Governo Federal, menos de 1% das empresas brasileiras exportam seus produtos. “Tem muita gente que não faz ideia por onde começar. Como faturar, como receber, quais são os tributos a pagar?. Mesmo empresas mais maduras na internacionalização enfrentam esse tipo de dificuldade. Então é natural que o receio seja ainda maior entre as empresas que estão começando a abrir mercados internacionais. Em uma economia cada vez mais globalizada, estar presente em outros países é fundamental”, afirma Lisandro Vieira, CEO da WTM. 

Desde sua fundação, a WTM já atendeu mais de 4,2 mil empresas na jornada global, como Fretebras, Omie, Hotmart, Involves, Ask Suite, Arquivei, Maxmilhas,  Brasil Paralelo, Quiron, Gerdau, Méliuz e RD Station. Além do Brasil, a empresa está em expansão e atualmente possui unidades nos EUA, Canadá, Emirados Árabes Unidos, México, Peru, Portugal e Uruguai.

O futuro CEO do ITH será Rodrigo Martins, que vem expandindo a presença internacional da WTM há cerca de três anos. “Queremos que as empresas nasçam pensando na possibilidade de fazer negócios com outros países. Muitos só param para pensar nisso depois que o negócio já atingiu um bom nível de maturidade dentro do país. Isso faz com que haja muito retrabalho e desperdício de tempo quando surge o desejo de exportar, como na mudança de idioma dos sistemas, por exemplo”, explica. 

MENTORIAS + SOFTWARE PARA APOIAR JORNADA GLOBAL

O principal serviço oferecido pelo ITH será o de mentoria para os empreendedores que buscam se internacionalizar. A empresa também terá softwares que auxiliam nos processos de importação e exportação, integrando diversos meios de pagamento e recebimento internacional.

Empresas que são membros do grupo de trabalho de Internacionalização da ACATE terão descontos de até 50% nos serviços oferecidos pela empresa – e o  ITH terá um espaço físico na sede da entidade, em Florianópolis, para atender startups. “Queremos que as nossas empresas ganhem o mundo. No setor de tecnologia, é fundamental se fazer presente em outros países. Isso também eleva o nome de Santa Catarina e do nosso ecossistema de inovação”, afirma Henrique Bilbao, vice-presidente de Internacionalização da ACATE.

Fonte: Redação SC Inova, com informações da Assessoria de Imprensa

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore