fbpx

Pesquisa: apenas 9% dos líderes empresariais usam IA de forma significativa

(Imagem: Gorodenkoff/ Shutterstock)

Uma pesquisa global conduzida pelo MIT Technology Review Insights revelou que apenas 9% dos líderes globais estão usando IA – inteligência artificial – de forma significativa nas empresas. Apesar da tendência de crescimento e do otimismo, ainda são poucas as companhias que, efetivamente, usam a IA no dia a dia para alavancar seus serviços.

A pesquisa foi realizada com mais de 300 líderes empresariais. Além do MIT, a empresa de telecomunicações australiana, Telstra, também contribuiu para o estudo. Embora a maioria dos líderes tenha se mostrado otimista em relação ao potencial da IA e crê na ampliação de seu uso, a infraestrutura, o alto investimento necessário e a parte jurídica têm atrapalhado.

Imagem: Deemerwha studio/Shutterstock

Obstáculos para adoção significativa de IA

Para se ter uma ideia, 85% dos entrevistados disseram que pretendem usar a IA para tarefas básicas até o fim de 2024. Porém, menos de 30% vê a empresa preparada para a nova tecnologia. A área que mais atrai o interesse para o uso da IA é a de atendimento ao cliente, com 77% dos entrevistados visando investimentos para tal.

Enquanto isso, 56% dos entrevistados disseram que seus orçamentos de investimento em TI, em geral, eram um fator limitante para o aprofundamento na IA generativa. Quatro em cada cinco entrevistados citaram regulamentação, conformidade e, principalmente, privacidade de dados como principais barreiras para a utilização imediata de ferramentas. A privacidade, inclusive, é a preocupação líder para o ecossistema de IA generativa, desde que a tecnologia ganhou destaque no final de 2022 com o lançamento do ChatGPT.

(Imagem: Supatman/istock)

Ainda assim, a pesquisa refletiu sentimentos, geralmente, positivos sobre o papel futuro da IA generativa nos negócios. Enquanto seis em cada 10 entrevistados esperam que a IA generativa perturbe substancialmente sua indústria nos próximos cinco anos, 78% a veem como uma oportunidade competitiva. Cerca de 8% veem como uma ameaça.

De acordo com um relatório da McKinsey divulgado no ano passado, é esperado pelo mercado que a IA generativa tenha seu maior impacto nos setores de vendas, marketing, operações do consumidor, desenvolvimento de software e pesquisa e desenvolvimento. Isso somado poderia adicionar cerca de 4,4 trilhões de dólares, anualmente, à economia global.

Fonte: Olhar Digital / Por Thiago Morais, editado por Bruno Capozzi 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore