fbpx

Ricardo Guidi toma posse como Secretário de Estado do Meio Ambiente e da Economia Verde

Fotos: Eduardo Valente/Secom

Em ato realizado na manhã desta segunda-feira (07), na Casa D’Agronômica, o governador Jorginho Mello deu posse ao secretário de Estado do Meio Ambiente e da Economia Verde. O nome escolhido para comandar a nova pasta é o do criciumense Ricardo Guidi.

Guidi licenciou-se do cargo de deputado federal para assumir o comando da Secretaria. Ricardo Guidi é bacharel em direito, pós-graduado em gestão empresarial. É filho do já falecido ex-prefeito de Criciúma, ex-deputado estadual e ex-secretário de Estado, Altair Guidi e da professora e ex-senadora, Sandra Zanatta Guidi.

“O secretário Ricardo Guidi assume com o desafio de respeitar e valorizar o pequeno agricultor que faz todos os esforços para preservar uma grande parte das florestas nativas e das nascentes dos rios aqui no nosso estado. Precisamos reconhecer e ampliar os esforços de preservação para o desenvolvimento sustentável de Santa Catarina”, afirmou o governador Jorginho Mello.

“É um grande desafio e o governador ja passou algumas missões como a questão do crédito de carbono que tem como objetivo remunerar aquele pequeno agricultor que cuida da sua vegetação. Santa Catarina tem também parques belíssimos e precisamos voltar nosso olhar para o cuidado da nossa flora e fauna. Então, vamos procurar desenvolver parcerias público-privadas para que a gente possa aproveitar toda essa beleza que a natureza nos proporciona, desenvolver o turismo, gerar emprego, gerar renda. A gente só cuida daquilo que conhece, por isso queremos criar uma consciência ecológica nas pessoas”, destacou o secretário Ricardo Guidi.

A recém criada secretaria de Estado do Meio Ambiente e da Economia Verde vai trabalhar em conjunto com outros órgãos, buscando, dentro das leis, dar mais celeridade para as licenças que vão permitir, por exemplo, desassorear rios, evitando enchentes. A Secretaria vai atuar em conjunto com o setor turístico, pensando em agilizar ações que sejam de interesse público. Vale destacar que Santa Catarina reduziu o desmatamento da Mata Atlântica em 46% nos primeiros meses de governo.

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore