fbpx

Saiba tudo sobre a Rede Brasileira de Observação de Meteoros no Olhar Espacial

Porgrama desta noite traz Marcelo Domingues, astrônomo amador da BRAMON, para falar sobre a Rede Brasileira de Observação de Meteoros
Créditos: Logo BRAMON/Geermy - Shutterstock. Edição: Olhar Digital

Sigla para Brazilian Meteor Observation Network (Rede Brasileira de Observação de Meteoros), a BRAMON é uma organização formada por astrônomos amadores e profissionais cuja missão é desenvolver, promover e disseminar ciência e tecnologia – especialmente, o estudo de meteoros: as origens, a natureza e a caracterização das órbitas desses fenômenos.

Essa rede colaborativa sem fins lucrativos mantida por voluntários conta com diversos operadores em todo o Brasil, empenhados em produzir e fornecer dados científicos de forma independente para a comunidade acadêmica. Estações de monitoramento espalhadas pelo país registram eventos que, posteriormente, são analisados pela BRAMON, que também examina capturas de redes parceiras e relatos enviados pela população pelo site.

Esta semana, por exemplo, pesquisadores da organização analisaram um meteoro impressionante registrado nos céus do sudeste e centro-oeste do Brasil, conforme noticiado pelo Olhar Digital.

O astrônomo amador Marcelo Domingues é o convidado desta sexta-feira (23) do programa Olhar Espacial. Imagem: Arquivo pessoal

Um dos integrantes da organização, oficializada em 2014, é Marcelo Domingues, convidado desta sexta-feira (23) do Programa Olhar Espacial – e que já esteve conosco no ano passado falando sobre Saturno na oposição.

Analista de sistemas e servidor público, o astrônomo amador, além de membro da BRAMON, faz parte do Clube de Astronomia de Brasília (CAsB) desde 2003. Ele é conhecido por seus registros de eclipses e tem viajado pelo mundo inteiro fazendo esse trabalho. 

Além de contar tudo sobre a BRAMON e as atividades da rede no programa desta noite, se o tempo colaborar, Domingues vai compartilhar imagens ao vivo do espaço captadas pelo observatório Carina, que ele mantém no quintal de sua residência em Brasília.

Apresentado por Marcelo Zurita, presidente da Associação Paraibana de Astronomia — APA; membro da SAB — Sociedade Astronômica Brasileira; diretor técnico da BRAMON — Rede Brasileira de Observação de Meteoros — e coordenador regional (Nordeste) do Asteroid Day Brasil, o programa é transmitido ao vivo, todas às sextas-feiras, às 21h (horário de Brasília), pelos canais oficiais do veículo no YouTubeFacebookInstagramTwitterLinkedIn e TikTok, além do canal por assinatura Markket (611-Vivo, 56 -Sky e 692-ClaroTV).

Fonte: Flavia Correia / Olhar Digital

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore