fbpx

Alguns cuidados podem ampliar a expectativa de vida dos pets

Por mais que o tutor deseje que o pet viva algumas décadas, sabe-se que a expectativa de vida dos cachorros está longe da do ser humano

Imagem: Pixabay/Reprodução

Essa coluna informa o tempo de vida das principais raças e como fazer para aumentar a sua longevidade.

Muitos fatores influenciam o tempo de vida dos pets, isso em razão certos cuidados são básicos e essenciais, devendo ser uma obrigação do tutor ter conhecimento em razão da responsabilidade assumida em cuidar do pet.

Para garantir a companhia dos pets por muitos e muitos anos, uma das recomendações é manter a sua vacinação em dia, pois ela evita muitas doenças caninas. Um pet não vacinado tem a saúde frágil e está propenso a várias enfermidades, inclusive as fatais.

Fotos: Pixabay © Fornecido por Newsrondonia

Além da saúde e bem-estar do pet, a falta de vacinação os impede de passear, viajar e frequentar creches e hotéis para pet, o que é um fator ainda mais complicador nessa época do ano, quando muitas famílias já começam a planejar as férias de fim de ano.

Outra recomendação para prolongar a vida dos pets é a realização de check-ups periódicos. Com essa atitude o cachorro passará por uma bateria de exames superimportantes para investigar doenças, verminoses, saúde ocular, dentição, deficiência nutricionais e qualquer outro problema.

Além de ser o pilar da saúde humana, a boa alimentação também está relacionada à saúde e à expectativa de vida do cachorro.

Nesse caso, as principais indicações são:

  • compre uma ração adequada à idade e porte;
  • quanto mais nutrientes, melhor; o mesmo modo, quanto menos aditivos, melhor;
  • caso o pet tenha alergia, problema de pele ou outra condição específica, a ração deve ser adequada à condição;
  • nem demais, nem de menos e na dúvida procure um veterinário deve examinar as condições do pet para orientá-lo em relação à quantidade;
  • evite as rações a granel; e
  • quanto aos filhotes e idoso, sempre que possível, opte pelas premium, pois eles precisam de rações mais reforçadas.

E para completar, assim como a alimentação balanceada, os exercícios físicos são importantes para prolongar a vida do pet. Nesse caso vale passeios, brincadeiras interativas e brinquedos específicos.

Qual é a expectativa de vida dos cachorros?

No levantamento abaixo, elaborado pelos veterinários da Vet Quality, é possível conferir médias de expectativas de vida em anos dos cachorros de acordo com a raça:

  • Beagle: 9,8;
  • Border Collie: 12,1;
  • Boxer: 10;
  • Buldogue Americano: 7,7;
  • Buldogue francês: 9;
  • Buldogue inglês: 7,3;
  • Cavalier king charles spaniel: 10,4;
  • Chihuahua: 7,9;
  • Cocker spaniel: 11,3;
  • Dálmata: 10 a 13 anos;
  • Dachshund: 12 a 15 anos;
  • Golden Retriever: 10 a 12 anos;
  • Husky: 9,5;
  • Jack Russell Terrier: 12,7;
  • Labrador: 11,7;
  • Lhasa Apso: 12 a 14 anos;
  • Mestiço: 11,8;
  • Pastor Alemão: 10,1;
  • Poodle: 14 a 18 anos;
  • Pug: 7,6;
  • Rottweiler: 8 a 10 anos;
  • Shih-tzu: 11;
  • Springer Spaniel: 11,9;
  • Staffordshire Bull Terrier: 11,3;
  • Yorkshire Terrier: 12,5.

Fonte: Pet News / Sérgio Dias

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore