fbpx

Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação promove debate e integração para fortalecimento do ecossistema em SC

A noite oficial de abertura da Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação foi realizada nesta qusarta-feira, 3, na Acate Primavera, em Florianópolis

Fotos: Divulgação

No evento, o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett, ressaltou a importância de o Estado ter políticas públicas nestas áreas para preparar Santa Catarina pra um novo ciclo de desenvolvimento.

“A criação da nossa Secretaria é uma prova do quanto o governador Jorginho Mello prioriza este setor como vetor de desenvolvimento. Esta Conferência é um momento muito oportuno para nos irmanarmos com setor empresarial, sociedade civil e academia para cocriarmos políticas públicas que possam de fato impactar a vida da sociedade”, destacou Fett.

O primeiro dia da Conferência foi marcado pelo intenso trabalho nos quatro grupos formados por representantes do governo, academia, setor empresarial e sociedade civil. Cada grupo debateu intensamente os temas propostos pela Conferência Nacional de Brasília, já discutindo e elaborando propostas que serão apresentadas na capital federal no mês de junho. Veja os temas:

  • Eixo I: recuperação, expansão e consolidação do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação;
  • Eixo II: reindustrialização em novas bases e apoio à inovação nas empresas;
  • Eixo III: ciência, tecnologia e inovação para programas e projetos estratégicos nacionais;
  • Eixo IV: ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento social.

O secretário executivo adjunto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelino Granja, representou a ministra da pasta, Luciana Santos. “É muito importante ter Santa Catarina integrando este grande pacto do Governo Federal em prol do desenvolvimento e incentivo da ciência, tecnologia e inovação. O tema da Conferência nacional é “Por um Brasil Justo e Desenvolvido” e faz um chamamento de todos os setores para contribuírem com estratégias para estes setores”, falou Marcelino.

Um painel sobre desafios e investimentos no setor de tecnologia e inovação também fez parte da programação. Comandado pelo jornalista Fabrício Umpierres Rodrigues, editor do portal SC Inova, contou com a participação de Diogo Quintino (Diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e inovação ); Iomani Engelmann (Presidente da ACATE) ; Gilson Zimmeramnn (Coordenador do Movimento ODS Nacional em Santa Catarina) e Jacques Mick (Pró-reitor de Pesquisa e Inovação da Universidade Federal de Santa Catarina).

A Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação é um evento idealizado pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo de Santa Catarina, junto com um comitê organizador composto por representantes da sociedade, academia, setor empresarial e governo.

O principal objetivo é a elaboração de propostas para as políticas públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação de Santa Catarina visando o desenvolvimento sustentável do País e constituindo uma etapa preparatória para a 5ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Nesta quinta feira, 4 de abril, os grupos de trabalho voltam a se reunir e haverá a apresentação das propostas e resultados das reuniões, com a participação de representantes dos Centros de Inovação de Santa Catarina.

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

No Brasil, os investimentos no último ano totalizaram 455 negócios e um volume aportado de US$ 1,9 bilhão. Com base nesses dados, o país representou 61,2% dos investimentos na região latino-americana em termos de quantidade de negócios.

Ao considerar as 455 rodadas mapeadas, o número indica uma redução de 51,1% no volume de deals em comparação com o ano anterior. Em termos financeiros, o último ano também apresenta uma diminuição significativa de 56,8%.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore