fbpx

De logística a RH e mercado pet, programa Arena CELTA premia melhores projetos

Startups catarinenses Tecpet e Tem Lugar e a paulistana Catena, foram as vencedoras na segunda edição da iniciativa promovida pela Fundação CERTI para apoiar desenvolvimento de novos negócios. / Foto: José Somensi/Divulgação

As empresas Tecpet (São José/SC), Catena (São Paulo/SP) e Tem Lugar (Itajaí/SC) foram o destaque da segunda edição do Arena CELTA, iniciativa nacional realizada pela Fundação CERTI para promover uma nova geração de startups de sucesso. O resultado foi anunciado durante o evento de encerramento, na sexta (04), em Florianópolis.

A Tecpet oferece soluções para fidelizar clientes no mercado de animais de estimação, a Catena atua no mercado de recrutamento e seleção para encontrar candidatos em 72 horas e a Tem Lugar conecta compradores e vendedores do setor logístico.  “Essa é a etapa final, mas o programa não termina aqui para essas startups. Agora elas iniciam o processo de incubação no CELTA”, destacou o superintendente geral da Fundação CERTI, Erich Muschellack

Esta edição recebeu 148 inscrições, com representantes de 49 cidades de 15 estados. Foram selecionadas 52 empresas e, a cada round, somente parte delas seguia adiante. No último round,  26 startups concluiram todo o processo e serão convidadas para fazerem parte da Incubadora CELTA, idealizada e criada em 1986 pela Fundação CERTI, que acumula expertise em mecanismos que incentivam o empreendedorismo. O programa tem patrocínio de Sebrae e Grupo NSC.

“Foi muito bom ver a qualidade dos trabalhos e a solidez dos modelos de negócios desta edição. Percebemos um grande potencial de futuros negócios de sucesso “, disse Marcus Rocha, gerente de inovação e startups do SEBRAE/SC. 

Ao longo de seis semanas, as empresas selecionadas participaram de rodadas que envolveram muito aprendizado, treinamento, mentorias individuais e coletivas, além de networking. No primeiro round, com tema “validação do problema e do produto”, o objetivo foi garantir que os empreendedores tenham acesso a técnicas e ferramentas para identificar o que os seus potenciais clientes querem fazer e não estão conseguindo.

No segundo, o tema foi “acesso ao mercado”, com workshops sobre validação de mercado e modelo de negócios e ferramentas, estruturação de CRM e canais de venda. No terceiro, as empresas participaram de um workshop sobre capital e captação de investimentos.

Fonte: Redação SC Inova, com informações da Assessoria de Imprensa

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore