fbpx

Entre as melhores do mundo, MIDITEC completa 25 anos de fomento à inovação em SC com 280 empresas apoiadas

Taxa de sobrevivência das startups apoiadas nos últimos 5 anos chegou a 97%; rede do MIDITEC atende dez incubadoras regionais no estado
 

Criado em 14 de agosto de 1998, o programa de incubação do MIDITEC completa 25 anos nesta segunda-feira com números expressivos. A trajetória da incubadora contempla 280 empresas apoiadas, das quais 150 se graduaram.  Desde a sua concepção, a taxa de sobrevivência das startups é de aproximadamente 75%, subindo para 97% se considerados apenas os últimos cinco anos.  Antes restrita apenas à Grande Florianópolis, a rede do MIDITEC se expandiu por Santa Catarina, chegando a um total de dez incubadoras que utilizam a mesma metodologia.

Gerido pela Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) em parceria com o Sebrae/SC, o MIDITEC também alcançou destaque internacional ao longo dos anos. Foi eleito em três oportunidades, a mais recente delas no começo deste ano, um dos cinco melhores programas de incubação do mundo pelo UBI Global World Rankings of business incubators and accelerators. Em âmbito nacional, foi considerado por quatro vezes a melhor incubadora do país pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

O atual presidente da ACATE, Iomani Engelmann, lembra que a Pixeon, empresa da qual também é cofundador, foi incubada no MIDITEC. Lá, ele teve o primeiro contato com áreas como marketing, finanças e comercial. Na avaliação do empreendedor, a incubadora presta relevantes serviços ao ecossistema de inovação catarinense.

“Grandes empresas saíram do MIDITEC. A metodologia utilizada, com um acompanhamento contínuo desde a validação até a escala, fornece aos incubados todas as ferramentas para que as empresas possam crescer e se expandir. Eu sei disso de maneira empírica. Além disso, a incubadora soube se aperfeiçoar com a passagem do tempo, tornando-se ainda mais efetiva. Hoje a taxa de sobrevivência está perto dos 100%”, afirma o presidente da ACATE.

Na avaliação do diretor técnico do Sebrae/SC, Luc Pinheiro, a parceria com a ACATE para manutenção do MIDITEC tem sido exitosa e, por essa razão, terá continuidade: “Para o Sebrae/SC é uma honra celebrar 25 anos de MIDITEC, incubadora que apoiamos desde a sua fundação e que foi fundamental para o reconhecimento e para o fortalecimento do ecossistema inovador de Santa Catarina. Nos sentimos orgulhosos de toda a história construída até aqui, que já garantiu o reconhecimento ao MIDITEC como uma das cinco melhores incubadoras do mundo. Temos convicção de que a parceria do Sebrae/SC com o MIDITEC ainda irá impulsionar muitas startups e diretamente contribuir para o desenvolvimento econômico do nosso Estado. Desejamos vida longa a essa parceria”.

Rede pelo interior

Atualmente, a metodologia do MIDITEC foi implementada em dez incubadoras catarinenses, em cidades como Joinville, Blumenau, Brusque, Rio do Sul, Araranguá, Lages, Chapecó e Florianópolis. Dentro dessa expansão para o interior, a primeira incubadora a integrar a rede foi a Softville, em Joinville, a partir do ano de 2020. O coordenador executivo da incubadora, Pedro Shioga, conta que uma série de fatores influenciaram na escolha por Joinville, entre eles o tempo de existência e a parceria com o centro de inovação Ágora.

Na opinião de Shioga, a formação de uma rede estadual é importante para o compartilhamento de conhecimento. “O que acontece numa incubadora é compartilhado com as outras, principalmente as boas práticas. Assim como o mercado muda muito, a incubação também. Precisamos evoluir. Fazer isso em rede é muito mais fácil. Mentores são compartilhados, existe muita troca e networking. Tem sido um processo muito benéfico para todos”, diz Shioga.

Em relação às empresas incubadas, o executivo conta que, além da expertise técnica, o principal benefício é a abertura de possibilidades: “Se você está conectado a um hub, isso amplia muito as possibilidades de negócio, aprendizado e captação de talentos. Isso também agrega um selo de qualidade à marca”.

Empresas de referência

Passaram pela incubadora empresas que hoje são referência no país e no mundo em sua área de atuação como RD Station, Ahgora, JExperts, Prevision e Knewin.  A RD Station foi adquirida pela Totvs por R$1,86 bilhões em 2021. O Knewin, por outro lado, investiu em fusões e aquisições de startups e, entre os mais de 10 negócios fechados ao longo da trajetória, adquiriu a plataforma Comunique-se em 2022 para reforçar a atuação no mercado de tecnologias para relações públicas. A última grande operação que envolveu graduadas do MIDITEC ocorreu em março de 2023: a Softplan, que desenvolve de softwares para vários setores públicos e privados, adquiriu a Prevision, construtech líder em aplicação de Lean Construction, o que consolida a atuação de ambas no mercado de tecnologia para construção civil.

Também estão entre as graduadas a Arvus Tecnologia, que desenvolve tecnologia para agricultura de precisão,  e a Pixeon, que oferece soluções para gestão em negócios de saúde e já conta com mais de 500 colaboradores.

Fonte: ACATE – Associação Catarinense de Tecnologia

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore