fbpx

Epagri capacita produtores de maçã

Santa Catarina é o maior produtor de maçã do Brasil. Na safra 2022/23 o Estado colheu 555.195 toneladas da fruta, numa área de 15.302 hectares. As tecnologias adotadas no campo, somadas às condições ambientais favoráveis, permitiram ao Estado alcançar essa colocação. Mas, para se manter no topo, é preciso atualizar os produtores, e a Epagri vem trabalhando continuamente para isso. 

Curso aborda desde o local para implantação do pomar, até mercado para a fruta (Foto: Aires Mariga / Epagri)

Um bom exemplo é o Curso Sobre Produção de Maçãs, que formou 26 pessoas este ano. O curso é promovido anualmente  pela Gerência Regional da Epagri em São Joaquim, com objetivo de trazer informações e novidades àqueles que pretendem iniciar na atividade ou que já estão, mas querem aprimorar seus conhecimentos.

Henrique Massaru Yuri, extensionista rural da Gerência Regional da Epagri em São Joaquim e um dos organizadores do curso, alerta que as inscrições para a edição 2024 já estão abertas e recomenda que os interessados se inscrevam o quanto antes, já que as vagas são limitadas e a procura é grande. As inscrições podem ser feitas nos Escritórios Municipais da Epagri ou pelos telefones (49) 3233-8431 e (49) 3233-8448. “O nome do interessado será incluído na lista de espera, a garantia da vaga será por ordem de solicitação”, esclarece o extensionista.

Conteúdo contempla todas as etapas de produção

O curso deste ano foi ministrado em oito encontros, promovidos entre maio e agosto, num total de 64 horas-aula. Foram realizadas atividades teóricas e práticas, além de visitas técnicas. “São abordados assuntos que contemplam todas as etapas de um pomar de maçãs”, relata Henrique. 

A capacitação trata da escolha do local para implantação do pomar, amostragem, análise e preparo do solo, definição da estrutura e do sistema de condução, escolha das mudas (variedades e porta-enxertos), adubação e nutrição dos pomares. Também são contemplados o controle de plantas invasoras, as principais doenças e pragas e seu manejo, com destaque para as tecnologias de aplicação de agrotóxicos, calibragem e regulagem de equipamentos. 

O curso segue com informações sobre irrigação, polinização e importância da apicultura para a fruticultura, legislação sobre agrotóxicos, quebra de dormência, proteção com telas anti-granizo, equipamentos e estruturação das propriedades, mecanização e automação das atividades e tratos culturais. Os alunos ainda são apresentados a todo o histórico da maçã na região de São Joaquim desde o início da década de 70. Por fim, a capacitação aborda padrões de classificação, custos de produção, mercado e comercialização de maçãs no Brasil e no mundo, associativismo e cooperativismo.

26 produtores foram certificados na edição deste ano (Foto: Divulgação / Epagri)

A última etapa do curso aconteceu em 24 de agosto, quando os alunos realizaram visita à Cooperativa Frutas de Ouro. Eles assistiram ao processo de classificação e embalagem das maçãs e conheceram um pouco sobre vantagens e desafios do associativismo e cooperativismo. Também foram apresentados à história da cooperativa, que em 2023 está completando 25 anos de fundação.

Henrique explica que foram disponibilizadas 30 vagas para o curso em 2023, que teve a inscrição de 42 interessados. A seleção foi realizada por ordem de inscrição. “Existia a exigência de pelo menos 75% de frequência e, ao final do curso, foram certificados 26 alunos”, descreve o extensionista.

O Curso Sobre Produção de Maçãs tem apoio dos pesquisadores das Estações Experimentais da Epagri em São Joaquim e Caçador. Também são parceiros no evento a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC (Cidasc), a Associação dos Produtores de Maçã de SC (Amap), a Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM) e algumas empresas privadas e cooperativas agrícolas.

Fonte: Por EPAGRI

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore