fbpx

Foguete Falcon Heavy da SpaceX lança maior satélite de comunicações do mundo

Foi a sétima decolagem do poderoso foguete Falcon Heavy; satélite fará parte de importante constelação de internet
O Falcon Heavy foi lançado do Kennedy Space Center da NASA Imagem: SpaceX

O foguete Falcon Heavy da SpaceX foi lançado com sucesso pela sétima vez no início da madrugada de sábado, 29 de julho, enviando o maior satélite de comunicações do mundo ao espaço.

Como previsto, o foguete decolou 00:04 (horário de Brasília) levando o satélite Júpiter 3 do Pad 39A no Kennedy Space Center (KSC) da NASA na Flórida.

O lançamento determinou a quebra de recordes: o Júpiter 3 é considerado o maior satélite de comunicações comerciais já construído, segundo a sua operadora, a Hughes Network Systems.

O Falcon Heavy é o segundo foguete mais poderoso hoje, perdendo apenas para o foguete do Sistema de Lançamento Espacial da NASA , que estreou em novembro na missão lunar Artemis 1 – a Starship, também da SpaceX, é mais poderoso, mas ainda não está operacional. Imagem: SpaceX

Lançamento do Júpiter 3

  • A SpaceX pousou os propulsores laterais cerca de 7,5 minutos após a decolagem na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, que fica ao lado do KSC.
  • O propulsor central, no entanto, não tinha combustível suficiente para a viagem de volta e caiu no oceano após o lançamento.
  • O Júpiter 3 foi lançado em direção à órbita geoestacionária que fica a cerca de 35.700 quilômetros acima da Terra.
  • O satélite construído pela Maxar Technologies atenderá clientes nos Estados Unidos e na América Latina e pesa 10,1 toneladas, tornando-o mais pesado que qualquer carga já lançada em direção à órbita geoestacionária.
  • Quando estiver operacional, ele terá uma envergadura semelhante à de um avião comercial.

O Falcon Heavy foi lançado pela primeira vez em fevereiro de 2018, enviando um Tesla Roadster vermelho de Elon Musk ao espaço. Ele voou novamente em abril de 2019 e junho de 2019, mas ficou 40 meses parado por atrasos no desenvolvimento dos satélites que deveria transportar.

O Júpiter 3 deveria subir na noite de quarta-feira (26), mas a SpaceX cancelou a tentativa faltando 65 segundos no relógio de contagem regressiva “devido a uma violação dos critérios de aborto” da missão. A empresa cancelou outra tentativa planejada para quinta (27), citando que deveria “completar as verificações dos veículos”.

Com informações do Space

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore