fbpx

James Webb captura imagem impressionante da Galáxia Redemoinho

Crédito: ESA/Webb, NASA & CSA, A. Adamo (Universidade de Estocolmo) e a equipe FEAST JWST

Telescópio Espacial James Webb captou recentemente imagens da Galáxia Redemoinho. Também conhecida como M51, ela possui braços espirais proeminentes e bem desenvolvidos, classificando-a como uma espiral de grande design.

A imagem divulgada pela Agência Espacial Europeia (ESA) foi obtida pelos instrumentos Near-InfraRed Camera (NIRCam) e Mid-InfraRed Instrument (MIRI) do James Webb. As regiões avermelhadas representam a poeira quente intergalática e a luz refletida por elas. Já as laranjas e amarelas mostram o gás ionizado pelas estrelas recém-formadas.

Galáxia Redemoinho ou M51 captura pelo JWST (Credito: ESA/Webb, NASA & CSA, A. Adamo (Universidade de Estocolmo) e a equipe FEAST JWST)

A observação da M51 faz parte da campanha Feedback de Aglomerados Estelares Emergentes Extragalácticos (FEAST), que visa observar a interação entre o fluxo de energia estelar no ambiente e a formação de estrelas em outras galáxias, com o objetivo de encontrar berçários estelares no universo.

Antes do James Webb, observatórios como o Atacama Large Millimeter Array, localizado no Chile, e o Telescópio Espacial Hubble, permitiam que fossem observadas apenas os estágios mais iniciais da formação estelar, a partir de densas nuvens de poeira e gás, ou depois de sua formação, quando toda nuvem já havia sido consumida. Agora o JWST permite que os astrônomos observem a lacuna existente entre os dois estágios e tenham uma compreensão melhor sobre o ciclo de formação de estrelas, planetas e anãs marrons.

Sobre a galáxia M51

A Galáxia Redemoinho está localizada a cerca de 27 milhões de anos-luz da Terra na constelação dos Cães de Caça e bem próxima a ela existe a galáxia anã NGC 5195. As interações gravitacionais entre as vizinhas chamam muita atenção dos astrônomos e fazem delas as formações galácticas mais estudadas do céu noturno.

Acredita-se que a força gravitacional que a NGC 5195 exerce sobre a M51 seja a responsável pelos braços destinos e proeminentes da galáxia espiral de grande design.

Fonte: Olhar Digital / Por Mateus Dias, editado por Lucas Soares

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore