fbpx

Joinville se consolida como segunda maior cidade em volume de startups em SC

Para lideranças locais, crescimento nos últimos anos é resultado de integração entre os diversos players do ecossistema – que se apresentou em conjunto como cidade no Startup Summit 2023.

Foto: Divulgação

Mapeamento de startups lançado na última sexta (25), durante o Startup Summit 2023, mostra que Joinville se consolidou como segunda cidade do estado em volume de novos negócios inovadores. O Startups Report Santa Catarina 2023, estudo realizado pelo Observatório da plataforma Sebrae Startups, mostrou que a cidade do Norte catarinense tem hoje 253 startups, o que representa 13% do total deste perfil de empresa em SC. 

Em comparação com a líder Florianópolis, a distância ainda é grande: são 746 startups com sede na Capital. A terceira colocada da lista, Blumenau, conta com 131 startups, enquanto outros polos regionais ocupam as 5 primeiras posições: Chapecó (77 startups) e Criciúma (69). 

Para lideranças do ecossistema de Joinville, este crescimento se deve especialmente à atuação conjunta dos principais atores da região, o que inclui mercado, universidades públicas e privadas e o setor público. No Startup Summit 2023, 12 entidades compartilharam um estande integrado para fortalecer a marca de cidade como polo de negócios e desenvolvimento da inovação. 

“É a demonstração da maturidade do nosso ecosisstema. Ele se conecta de forma organizada e consciente, unindo as principais instituições locais no maior evento deste inovação da região.  Queremos também nos conectar com outras cidades e ecossistemas”, resume Fabiano Dell’Agnolo, diretor executivo do Join.valle, instituição que promove inovação e o empreendedorismo na região. O estande mostrou também algumas das principais iniciativas locais para desenvolvimento de negócios inovadores ao longo de toda a jornada empreendedora: da ideação à tração.

Entre as novidades apresentadas no estande durante o Startup Summit foi o Ágora UNI, novo prédio a integrar o complexo do Ágora Tech Park e que foi criado para ser um living lab (laboratório a céu aberto) de projetos conectando demandas do mercado (empresas de médio e grande porte) à universidade e o setor público. Estão sendo investidos mais de R$ 20 mihões (via FINEP, Fapesc e recursos próprios) e a previsão de inauguração é em abril de 2024, quando o parque terá completado cinco anos de atividade.

“Temos um propósito muito forte de networking, trabalhando para aproximar ideias, talentos e capital que resultem em bons negócios e em projetos de inovação”, explicou Ricardo Fantinelli, diretor executivo do Ágora Tech Park, durante painel no Startup Summit sobre o desenvolvimento de hubs de inovação, em conjunto com Acate e InovaBra.

Em novembro, a cidade terá a décima edição do ExpoInovação, principal evento do setor, realizado pela Softville e Sebrae/SC e que espera reunir cerca de 4 mil pessoas nos dias 7 e 8. Neste ano, o formato será diferente, com ampla feira de negócios em meio às diversas trilhas de conhecimento, como: marketing e vendas; gente e gestão; produto e tecnologia; operação e sucesso.

O resultado da pesquisa Startups Report SC fortalece uma tendência já vista no mais recente Índice de Cidades Empreendedoras, divulgado por Endeavor e ENAP (Escola Nacional de Administração Pública), que colocou Joinville como a terceira melhor cidade para  fazer negócios no país, atrás apenas de São Paulo e Florianópolis. 

Fonte: Redação SC Inova, scinova@scinova.com.br 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore