fbpx

Lindas flores roxas, essa planta pode matar em 20 minutos

O acônito é uma planta venenosa que pode causar formigamento na língua e matar um ser humano em 20 minutos
Imagem: reprodução G1/Fantástico

Uma planta venenosa que pode causar formigamento na língua e matar um ser humano em 20 minutos. A Monkshood, popularmente conhecida no Brasil como acônito, está presente em um dos locais mais exóticos da Inglaterra: o Poison Garden.

Também conhecida pelos nomes populares de capacete-de-júpiter, capuz-de-frade, casco-de-júpiter, napelo, anapelo e matalobos, a acônito é conhecida desde a antiguidade e usada como veneno. Esse nome grego também era usado na mitologia dos povos mediterrâneos como sinônimo de “malefício” ou “vingança”.

Usava-se banhar com acônito as pontas de dardos e lanças para combater ou caçar. Na crença popular, acredita-se que a acônito espante vampiros.

Flores roxas chamam a atenção

  • O acônito pode confundir os admiradores da natureza.
  • A planta tem belíssimas flores roxas, raramente brancas, na forma de um elmo.
  • Ela pode atingir até 1,5 metros de altura, e conta com folhas verde-escuras, palmeadas e recortadas.
  • Natural de regiões montanhosas, é medicinal e costuma cultivar-se também em jardins, como planta ornamental.

Muito venenosa

  • Todas as partes do acônito são venenosas em virtude de possuírem alcalóides distintos.
  • O risco à saúde se dá em caso de ingestão, mas não só.
  • Segundo reportagem do G1, até o contato direto das raízes na pele de uma pessoa, por cerca de uma hora, pode causar problemas cardíacos.
  • A planta foi apontada como a causa da morte de um jovem jardineiro, em 2014, em uma cidade próxima a Londres. 

Propriedades medicinais

  • O acônito é utilizado na medicina, podendo ser receitado para o tratamento de ansiedade.
  • Introduzido na terapia, o acônito era utilizado como sedativo, diurético e analgésico.
  • Também serve para ajudar no tratamento do medo, fobia, asma, bronquite, congestão pulmonar, pneumonia, febre com delírios, feridas na pele, gota, gripe, laringite, reumatismo e úlceras.
  • Mas só pode ser utilizado em caso de recomendação de um profissional da saúde.

Fonte: Olhar Digital / Por Alessandro Di Lorenzo, editado por Bruno Capozzi

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore