fbpx

Moeda digital DREX facilitará a compra de imóveis

Imagem: divulgação/ Banco Central

O DREX é a moeda digital que promete facilitar transações, funcionando até como opção de pagamento para a compra de imóveis no futuro. Pelo menos é o que aponta Fabio Araujo, coordenador dos trabalhos sobre o ativo no Banco Central.

Compra de imóveis usando o DREX

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, também declarou recentemente que os custos de registros de compra e venda de imóveis será muito menor com o DREX. As pessoas “não vão querer comprar imóveis sem moeda digital, pois gera um contrato por centavos”, disse.

  • Será possível vender um imóvel usando o DREX e finalizar a transferência do bem automaticamente por meio de “contratos inteligentes” (ou smart contacts).
  • Eles são menos burocráticos, sem intermediários e firmados por uma blockchain (uma tecnologia de que permite registrar transações de forma segura, transparente e descentralizada).
  • No fim, além de reduzir custos, a prática também diminui a possibilidade de golpes, como pagar e o imóvel não ser transferido, por exemplo.
  • As informações são do g1.
(Imagem: Sidney de Almeida/ Shutterstock)

Para isso se tornar realidade, será preciso alterar a legislação brasileira e atrair o interesse do mercado imobiliário, acrescentou Araujo, coordenador da moeda digital do BC. Quando estiver funcionando, a novidade pode ainda democratizar o acesso dos brasileiros a mais serviços financeiros, complementa o técnico do BC.

“Com essa tecnologia, as pessoas vão ter outras oportunidades de investimento, que não só a caderneta de poupança. Elas vão poder fazer isso de maneira ágil, simples e vão poder acessar crédito mais barato, de uma maneira muito menos burocrática”

Fabio Araujo, coordenador do DREX no Banco Central.

Prazo de implementação do DREX

  • Em agosto, o Banco Central iniciou a fase de testes do DREX, também chamado de real digital.
  • 500 operações foram realizas com sucesso nos primeiros 50 dias do programa.
  • A primeira fase de testes vale apenas para instituições financeiras e termina em maio de 2024. Serão avaliados quesitos como a privacidade das operações.
  • Para 2025, parte da população poderá testar a moeda digital em produtos selecionados.
  • O uso do DREX para todos deve ficar apenas para 2026, ainda sem previsão de data divulgada pelo BC.

Vídeo entrevista Olhar Digital

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore