fbpx

NASA prepara grande anúncio sobre Marte para esta segunda-feira (15)

Imagem: Andrey Yurlov / Shutterstock.com

Está programada para esta segunda-feira (15), uma teleconferência de imprensa da NASA por meio da qual será revelado o futuro da missão de retorno de amostras de Marte (Mars Sample Return) para a Terra.

  • A NASA pousou o rover Perseverance em Marte em fevereiro de 2021;
  • A principal função do equipamento é coletar amostras de rocha e solo marciano;
  • O rover já possui 24 amostras armazenadas em tubos de coleta;
  • O material que o veículo explorador armazenar deve ser trazido para a Terra em 2033, em uma missão conjunta entre a NASA e a Agência Espacial Europeia (ESA);
  • Ocorre que com os gradativos cortes orçamentários que a agência norte-americana vem sofrendo, a missão pode ser comprometida;
  • Isso significa que o trabalho de coleta do rover Perseverance pode ter sido em vão, e os tubos de titânio com as amostras talvez fiquem para sempre largados no Planeta Vermelho.  
Representação artística da missão Mars Sample Return, planejada para trazer amostras de Marte para a Terra em 2033. Crédito: NASA/ESA NASA/JPL-Caltech

“O retorno de amostras de Marte tem sido um grande objetivo de longo prazo da exploração planetária internacional nas últimas duas décadas. O rover Perseverance está coletando amostras científicas convincentes que ajudarão os cientistas a entender a história geológica de Marte, a evolução de seu clima e a se preparar para futuros exploradores humanos. A devolução das amostras também ajudará a procurar sinais de vida antiga.”

NASA, em comunicado.

Retorno de amostras de Marte é uma missão ambiciosa para a NASA

Em setembro do ano passado, o Comitê de Ética em Pesquisa da NASA (IRB) apresentou um relatório (que você pode ler na íntegra aqui) no qual diz que a missão não tem condições de ser cumprida conforme o escopo apresentado, que contém “expectativas irrealistas de orçamento e cronograma desde o início”. O documento também aponta para uma “estrutura pesada” e afirma que o programa “não foi organizado para ser conduzido de forma eficaz”.

Para 2024, houve um corte de quase meio bilhão em verba dos comitês de dotações da Câmara e do Senado dos EUA especificamente para essa empreitada. A NASA também reduziu os investimentos na missão e demitiu um grande número de trabalhadores e colaboradores do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL), que está liderando esse trabalho.

Um dos tubos de amostra de Marte colocados pelo rover Perseverance em um “depósito” na cratera Jezero. Crédito: NASA

Tudo isso gerou um certo alarme de que a missão pode ser cancelada, deixando as latas preenchidas pelo Perseverance inúteis na superfície de Marte. Será? É exatamente sobre isso que a NASA vai falar na coletiva desta tarde, que você pode assistir neste link, a partir das 14h (pelo horário de Brasília).

Considerado ambicioso, o plano atual prevê um lançamento orbital para 2027, um módulo de pouso a ser lançado em 2028 e as amostras de Marte intocadas chegando à Terra em 2033. A esperança é de que essa programação seja repensada de modo que o trabalho todo não seja perdido.

A teleconferência de imprensa compartilhará as recomendações da agência sobre um caminho a seguir para o retorno de amostras de Marte dentro de um programa científico geral equilibrado. Estarão presentes o administrador da NASA, Bill Nelson, e o diretor de missões científicas, Nicky Fox, que também é administrador associado da agência.

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore