fbpx

Robô “mais avançado do mundo” diz como será a vida em 100 anos

Imagem: YouTube/Engineered Arts

Os robôs humanoides têm avançado na realização de diversas tarefas e já são utilizados até para fazer companhia para idosos. Mas toda essa tecnologia tem um limite? Como serão os robôs do futuro? Como será a vida daqui 100 anos? E será que nós ainda estaremos lá?

Como será o futuro da humanidade?

  • Nesta semana, os desenvolvedores responsáveis pela Ameca, descrito como o “robô humanoide mais avançado do mundo”, publicaram um novo vídeo perguntando ao bot como ela acha que será o mundo daqui 100 anos.
  • Mas calma, o futuro não parece tão ruim assim, como descreve reportagem do Daily Mail.
  • Em vídeo divulgado pela startup Engineered Arts, criadora do robô, um pesquisador perguntou à Ameca: “Como você acha que será o estado da humanidade? Será bom?”.
  • O robô faz uma pausa para “pensar”, olhando para cima enquanto ponderava sua resposta.
  • Depois de alguns segundos, respondeu: “Em 100 anos, acredito que a humanidade estará em um lugar muito melhor”.
  • “Teremos feito grandes avanços em direção à sustentabilidade e igualdade, ao mesmo tempo em que criamos novas tecnologias que tornam nossas vidas mais fáceis e agradáveis”, continuou.
  • E finalizou dizendo: “Podemos até ter nos aventurado além dos limites da Terra para explorar outros mundos”.
  • O pesquisador, então, perguntou se Ameca gostaria de ir para outro planeta.
  • Ela respondeu: “Com certeza. Eu adoraria explorar o desconhecido e experimentar um novo mundo.”

Ainda não ficou claro como o recurso evitará que alguns usuários deixem de participar de reuniões de propósito ou se estará disponível apenas na versão paga do pacote Workspace.

Segundo o The Verge, o Meet conseguirá descobrir em breve apenas se todos estão usando o assistente de IA ao mesmo tempo. Neste caso, a chamada será encerrada automaticamente.

Robô é capaz de realizar uma série de tarefas

  • O vídeo foi divulgado pouco depois que as habilidades artísticas de Ameca foram colocadas à prova.
  • O robô foi encarregado de desenhar um gato de aparência “fofa”.
  • Seu desenho é bem básico, mas a própria tecnologia pareceu impressionada com seu trabalho.
  • Conversando com uma pesquisadora, ela disse: “Se você não gosta da minha arte, provavelmente não entende de arte”.
  • Além de desenhar e falar, o robô é realista e pode realizar uma série de expressões faciais, incluindo piscar, franzir os lábios e apertar o nariz, exatamente como uma pessoa real.

Confira o desenho feito por Ameca:

Fonte: Olhar Digital / Por Alessandro Di Lorenzo, editado por Bruno Capozzi 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore