fbpx

A importância da pré-incubação de startups para ecossistemas de empreendedorismo

A pré-incubação de startups desempenha um papel crucial no cenário empreendedor brasileiro

Foto: divulgação.

Além dos benefícios diretos para os empreendedores individuais, esse estágio inicial é fundamental para o fortalecimento das incubadoras e aceleradoras. 

Investir no nascimento de boas ideias e, de forma estruturada, principalmente na validação de mercado é imprescindível para que essas instituições recebam negócios fortes e promissores. É apoiando os negócios iniciais que as incubadoras e aceleradoras contribuem para a formação de empreendimentos com maior potencial de inovação e maturidade.

Ao oferecerem suporte desde as fases iniciais, podem ajudar a moldar e direcionar o desenvolvimento dos negócios e prepará-los para os desafios do mercado, aumentando as chances de sucesso. Além de impulsionar o desenvolvimento econômico e tecnológico do país.

Só no ano passado, a Sapienza ajudou a viabilizar mais de 400 negócios e os programas de pré-incubação foram essenciais para o amadurecimento das propostas. A metodologia Startup Evolution oferece acesso a uma plataforma de conhecimentos e ferramentas, mentorias individuais e workshops sobre temas referentes ao desenvolvimento do empreendedor e dos negócios.

Para as universidades, os programas são uma oportunidade de conduzir os estudantes e professores a novas experiências de aprendizagem e de geração de startups e spinoffs universitárias, fomentando a cultura empreendedora, a inovação, a ciência e a tecnologia.

Para os centros de inovação, contribuem para o estímulo do empreendedorismo na região, criando uma dinâmica de geração de novos negócios, potencializando o desenvolvimento das pessoas, das empresas e do território.

A falta de capacitação do empreendedor para planejar e fazer uma gestão adequada, entretanto, é o que explica em grande parte o fato de que dois terços dos negócios fecham as portas antes de completar os dois primeiros anos no Brasil. 

Programas de pré-incubação podem ajudar a mudar as estatísticas negativas quanto ao volume de empresas que não chegam à maturidade. Orientação especializada, capacitação e apoio em infraestrutura para os negócios em fase de ideação são acompanhados de ferramentas que ajudam a compreender a jornada até a efetivação do negócio.

Esses programas cumprem o papel de preparar os empreendedores para aprender sobre as questões de mercado, analisar tendências, verificar a concorrência, os parceiros, fornecedores e potenciais investidores, e especialmente avaliar se a ideia atende às demandas dos clientes.

A pré-incubação de startups é fundamental para o desenvolvimento de um ecossistema empreendedor. Atua como um catalisador na identificação de demandas e transforma ideias em modelos de negócios viáveis”, sustenta Geraldo Campos, CEO da empresa.

Baseados em uma metodologia premiada e reconhecida nacionalmente, os programas de pré-incubação da Sapienza têm fomentado o ecossistema com suporte de ferramentas, mentoria e networking, associando o planejamento do negócio com educação empreendedora, em parceria com as principais instituições e atores do ecossistema.

Fonte: Economia SC / Por Sapienza

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore