fbpx

Apocalipse da internet: quais seriam consequências do fim do serviço

Já imaginou o que aconteceria com o mundo se a internet simplesmente acabasse? Quais as consequências para diversos setores da sociedade?
Com o fim da Internet, o mundo sofreria um impacto em efeito dominó. (Imagem: Lucas Gabriel MH)

internet faz parte de nossas vidas em muitas formas. Usamos ela para falar com os amigos e familiares, para estudar, trabalhar, comprar e até para nos divertir. Agora, imagine em um caso hipotético, onde ela chegasse ao seu fim definitivo? Como a humanidade reagiria? São esses questionamentos sobre o possível fim da Internet que responderemos neste artigo, mostrando também como o mundo atual é completamente dependente da conectividade.

A internet no nosso dia a dia

Estar conectado se tornou algo muito comum na sociedade. Compartilhamos informações e ideias o tempo todo. Pela internet, podemos acessar de forma rápida uma abundante de conhecimentos e recursos. A Internet, é uma ferramenta poderosa que pode ser usada para melhorar nossas vidas de muitas maneiras.

Aqui estão alguns exemplos de como a internet está presente em nossas vidas:

  • Comunicação: Usamos a internet para nos comunicar com amigos e familiares que estão longe. Podemos fazer isso por e-mail, mensagens de texto, redes sociais e vídeo chamadas.
  • Aprendizagem: Usamos a internet para aprender coisas novas. Podemos acessar cursos online, artigos, vídeos e outros recursos educacionais.
  • Trabalho: Muitas pessoas trabalham online. Elas podem trabalhar em casa ou em escritórios remotos.
  • Compras: Usamos a internet para comprar coisas. Podemos comprar roupas, eletrônicos, comida e outros itens online.
  • Entretenimento: Usamos a internet para nos divertir. Podemos assistir filmes, ouvir música, jogar jogos e ler livros online.

O que aconteceriam com a humanidade, caso ficássemos sem a Internet

  • Economia: Bancos digitais seriam extintos, por dependerem cem por cento da Internet. Grandes varejistas teriam que repensar sua forma de trabalho, já que as lojas virtuais não funcionariam mais. As transações financeiras levariam dias para acontecer, pois dependeríamos novamente de transportes como o carro forte, para depósitos em contas de outras cidades e estados. Além disso, as compras voltariam a ser focadas apenas no comércio local.
  • Educação: Voltaríamos a usar apenas livros físicos, ou apenas arquivos que tivessem sido salvos em sistemas de memória físicos. O ensino á distância funcionaria apenas por correspondência (Carta), e tudo seria focado em impresso. Além da circulação do conhecimento que ficaria afetada pela falta de comunicação instantânea.
  • Comunicação: Em um cenário onde só teríamos novamente a TV, o rádio e o telefone celular, ficaríamos pautados apenas pelos noticiários e trabalhos de jornalistas dos ditos veículos de comunicação tradicionais. Os jornais e revistas de papel, por sua vez, voltariam a ganhar destaque, já que blogs, redes sociais e internet estariam em sua extinção. A carta voltaria ao seu papel inicial, pois o e-mail não existiria mais.
  • Cultura: O acesso a outras culturas voltaria a ser feito por meio de jornais e revistas impressos, discos e CDs. Além de programas de TV e rádio. O que retardaria, talvez em anos, o acesso ao conhecimento e inovações dos mais variados tipos.
Caso a infraestrutura de rede seja afetada por uma tempestade solar, a humanidade levaria anos para recuperar todo o sistema. (Imagem: Pexels)

Se a internet acabar, o que acontecerá, segundo os especialistas?

Conforme a pesquisadora Esther Paniagua, em entrevista para a BBC News, afirmou que:

“Transformamos tudo em um computador – desde as infraestruturas críticas dos hospitais até as administrações públicas, universidades, empresas, nossos corpos, nossas roupas, nossos eletrodomésticos e a eletricidade.
Por isso, se a internet caísse, tudo deixaria de funcionar e seria produzido um efeito em cascata, um efeito dominó, porque afetaria até mesmo os serviços que não estão conectados à rede.”

Segundo a professora de ciência da computação da Universidade da Califórnia em Irvine, Sangeetha Abdu Jyothi, cujo artigo “Solar Superstorms: Planning for an Internet Apocalypse” (Supertempestades solares: planejando-se para um apocalipse da Internet, em tradução livre) disse em entrevista ao The Washington Post disse que:

“Nunca vivenciamos um desses casos extremos e não sabemos como nossa infraestrutura responderia a isso. Nossos testes de falha sequer incluem tais cenários.”

Sangeetha ressalta, que uma tempestade solar intensa possui chances de afetar grandes infraestruturas, como os cabos submarinos de comunicação, o que poderia interromper a conectividade. A professora frisou também que o hemisfério norte está entre as regiões mais vulneráveis em relação às tempestades solares, e justamente nessa região é que se concentra grande parte da infraestrutura da Internet

“Isso não é considerado, de modo algum, no uso de nossa infraestrutura hoje.”

Uma tempestade solar, de acordo com matéria publicada pelo The Washington Post, poderia atingir toda a infraestrutura de rede atual. (Imagem: Pexels)

Caso a terra sofra num futuro distante uma pane causada por uma tempestade solar, a duração prolongada das falhas e consecutiva interrupção da internet, pode se estender por meses. Os sistemas danificados levariam mais tempo que o convencional para serem reparados e voltarem a funcionar.

Além disso, de acordo com informações divulgadas pela NetBlocks, uma entidade que monitora a internet, o impacto econômico de apenas um dia sem internet nos EUA é estimado em mais de US$ 11 bilhões.

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore