fbpx

Aviões comerciais irão renovar frota do “Juízo Final” dos EUA

Imagem: Mike Mareen/Shutterstock

O governo dos Estados Unidos encomendou cinco jatos de passageiros Boeing 747 operados pela companhia aérea sul-coreana Korean Air para substituir a atual frota de aeronaves militares de comando e controle estratégico da Força Aérea do país. Essas aeronaves são mais conhecidas como “aviões do Juízo Final” e foram adquiridas pela empresa Sierra Nevada.

Aviões do “Juízo Final” são projetados para enfrentar uma guerra nuclear

  • Também conhecido como o E-4B “Nightwatch”, os aviões são projetados para serem centros de comando e controle para os militares dos EUA no caso de uma emergência nacional que destrua ou incapacite instalações de comando no solo, como em uma guerra nuclear.
  • Eles podem abrigar mais de 100 pessoas, entre eles o presidente, secretário de defesa e membros do Estado-Maior do país.
  • Além disso, os aviões têm a capacidade de controlar as forças dos EUA em todo o mundo.
  • As aeronaves são construídas para suportar os efeitos de um pulso eletromagnético, a explosão de energia liberada por uma explosão nuclear que pode “interromper e danificar permanentemente componentes elétricos e sistemas inteiros dentro dos setores de infraestrutura mais críticos e impactar a infraestrutura em larga escala”, de acordo com o Departamento de Segurança Interna dos EUA.
  • Pelo menos um “avião do Juízo Final” está em alerta 24 horas por dia em uma base militar dos Estados Unidos em algum lugar do mundo, diz a Força Aérea norte-americana.
“Avião do Juízo Final” dos EUA (Imagem: viper-zero/Shutterstock)

Renovação da frota deve ser concluída até 2036

Na última sexta-feira (10), um porta-voz da Sierra Nevada confirmou a compra dos jatos da Korean Air, mas não forneceu mais mais sobre a negociação. Em 26 de abril, a Força Aérea concedeu à Sierra Nevada um contrato de US$ 13 bilhões (mais de R$ 67 bilhões) para desenvolver e produzir o “Centro de Operações Aerotransportadas Sobreviventes”, o nome oficial do novo avião Doomsday.

A previsão é que o projeto seja concluído até 2036, de acordo com um comunicado do Departamento de Defesa. Uma porta-voz da Força Aérea dos EUA confirmou que o contrato foi entregue em abril. No ano passado, a Sierra Nevada abriu uma instalação de reparo, manutenção e revisão de aeronaves no Aeroporto Internacional de Dayton, em Ohio, e a construção de um segundo hangar começou.

Os modelos 747 da companhia aérea sul-coreana Korean Air seria uma atualização na antiga e menor fuselagem dos aviões da atual frota Doomsday, que entrou em serviço na Força Aérea na década de 1980. As informações são da CNN.

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore