fbpx

Conheça a galáxia Maisie, uma das mais distantes da Terra

A descoberta da galáxia foi um marco na história da humanidade. (Imagem: NASA/EUA)

Maisie é uma das galáxias mais distantes já observadas, localizada a cerca de 13,4 bilhões de anos-luz da Terra. Ela foi descoberta pelo Telescópio Espacial James Webb (JWST) em 2022 e seu nome é uma homenagem à filha de um dos cientistas que a descobriu. Confira mais informações sobre uma das galáxias mais distantes que temos conhecimento.

Qual a idade de Maisie?

A NASA estima que a idade de Maisie é de cerca de 390 milhões de anos após o Big Bang, que ocorreu há cerca de 13,8 bilhões de anos. Ou seja, trata-se de uma galáxia “jovem”. Ela é composta principalmente de gás e poeira, e continua em processo de formação de estrelas.

A descoberta de Maisie é um importante passo na compreensão da formação e evolução das galáxias. Ela nos mostra que as galáxias se formavam muito mais cedo do que se pensava anteriormente, e que elas já eram muito diversas logo no início do universo. Trazendo novos questionamentos e abrindo mais campos de estudo para a ciência mundialmente.

Conquistas e descobertas

Maisie é um exemplo da incrível capacidade do JWST de observar o universo em seus estágios iniciais. O telescópio continua em operação, e é provável que ele continue a nos surpreender com novas descobertas nos próximos anos.

A captura foi feita pela equipe do Cosmic Evolution Early Release Science Survey (CEERS). Vale lembrar, que eles estão usando o Telescópio Espacial James Webb para estudar as primeiras galáxias do universo. A equipe usou também os instrumentos do JWST para observar a luz de Maisie e medir seu desvio para o vermelho. Sendo uma medida de quão longe a galáxia está e de quão rápido ela se afasta da Terra.

O desvio para o vermelho de Maisie é de 11,4, o que significa que ela está se afastando da Terra a uma velocidade de 99,9% da velocidade da luz. Esse desvio para o vermelho é o maior já registrado para uma galáxia. Como os estudos sobre a descoberta ainda continuam, acredita-se que ainda tem mais informações para serem extraídas desse novo passo da ciência.

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore