fbpx

Educação formal não prepara para guerra cibernética, revela estudo —

(Imagem: Pedro Spadoni via DALL-E/Olhar Digital)

mercado de trabalho enfrenta escassez de especialistas em segurança cibernética. Para compreender melhor esse desafio, a Kapersky realizou um estudo com mais de mil trabalhadores de segurança da informação em 29 países. A pesquisa abrangeu diversos níveis de experiência, desde novatos até gerentes com uma década de atuação.

  • Uma pesquisa da Kapersky, realizada com mais de mil trabalhadores espalhados em 29 países, indica que 53% dos profissionais de segurança da informação não têm pós-graduação. E muitos questionam a relevância de sua educação formal para as demandas da guerra cibernética;
  • A rápida evolução da cibersegurança torna o conhecimento acadêmico rapidamente obsoleto. Isso cria um desafio para profissionais que precisam se manter atualizados com as últimas ameaças e tecnologias;
  • Existe uma crítica de que a educação formal em segurança cibernética muitas vezes não oferece conhecimento aplicável suficiente, apesar de sua base teórica ser valorizada para o entendimento de novos conceitos;
  • Para melhorar a situação no mercado de cibersegurança, a empresa recomenda colaboração entre instituições educacionais e empresas do setor para integrar práticas reais ao currículo acadêmico, além de investimento em capacitação contínua dos profissionais.

A pesquisa revelou que mais da metade (53%) dos profissionais de segurança da informação não possuem pós-graduação. Além disso, metade dos que possuem graduação questiona a utilidade de sua educação formal no desempenho de suas funções. Este dado reflete uma percepção de desconexão entre a formação acadêmica e as demandas práticas do setor.

Educação e a guerra cibernética

O fim do calor extremo deve ser por volta do dia 21, quando o avanço de uma frente fria quebrará o padrão de calor, diminuindo as temperaturas no Sul e no Sudeste.

(Imagem: Rawpixel/Shutterstock): shutterstock/Marc Bruxelle

A natureza dinâmica da segurança cibernética significa que o conhecimento pode se tornar obsoleto rapidamente. O longo tempo necessário para obter um diploma acadêmico contrasta com a rapidez com que os invasores atualizam suas táticas, o que cria um desafio para os profissionais recém-formados. Isso porque eles precisam se atualizar constantemente sobre as ameaças e defesas mais recentes.

Os profissionais de segurança da informação com experiência prática criticam as instituições educacionais por não oferecerem conhecimento aplicável suficiente e acesso a tecnologias modernas. Essa lacuna entre teoria e prática indica que educação adicional específica para a área é essencial para combater de maneira eficaz as ameaças cibernéticas.

Apesar dos desafios, a formação acadêmica não é vista como inútil. Muitos profissionais valorizam a base teórica que a educação formal oferece, argumentando que ela facilita a absorção de novos conhecimentos. Mas profissionais com e sem formação superior podem ser igualmente competentes na segurança cibernética, o que destaca a importância da paixão e do desenvolvimento contínuo na carreira.

Como melhorar o mercado de cibersegurança

Para melhorar a situação do mercado de trabalho em segurança cibernética, a pesquisa da Kapersky recomenda esforço conjunto entre as instituições educacionais e as empresas do setor. Parcerias entre universidades e empresas de segurança cibernética poderiam enriquecer o currículo acadêmico com experiências práticas e conhecimento atualizado, por exemplo.

 

Além disso, o estudo aponta que empresas devem investir na capacitação contínua de seus funcionários, proporcionando cursos de especialização que complementem sua formação e experiência. Essa abordagem contribuiria para o desenvolvimento de profissionais mais bem preparados para enfrentar os desafios dinâmicos do campo da segurança cibernética, segundo a pesquisa.

Fonte: Olhar Digital / Por Pedro Spadoni 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore