fbpx

Especial 8 de Março: histórias, desafios e conquistas femininas no ecossistema de inovação

No Dia da Mulher, o SC Inova convidou empreendedoras e líderes que são referência em diferentes áreas do mercado tech catarinense para compartilharem suas trajetórias, ideias e visão de futuro sobre a presença delas em um setor predominantemente masculino

especial8demarco_capa

Não faltam dados e pesquisas apontando a presença minoritária das mulheres no setor que mais cresce nos últimos anos, o de tecnologia. Resultado de um cenário histórico em que os homens sempre ocuparam a maioria absoluta dos espaços em profissões de Exatas (Computação, Engenharias, Sistemas, Matemática, Física etc.), esta desigualdade começa aos poucos a ser amenizada, senão em número absolutos, graças a exemplos de mulheres criando e liderando negócios, formando grupos e comunidades empreendedoras, compartilhando experiências e desafios, entre outras iniciativas fundamentais para reduzir esse gap no setor – que não corresponde à participação feminina na sociedade, afinal, a população brasileira é composta majoritariamente por mulheres (51,1%, segundo o IBGE).

Para compartilhar com os leitores e a comunidade – e inspirar outras mulheres a participarem do ecossistema de inovação – o SC Inova convidou um grupo diverso de lideranças femininas com atuação no mercado de TI no estado, para contarem suas jornadas, desafios, conquistas e visão de futuro sobre o impacto das mulheres neste segmento.

Não são apenas egressas de Exatas, tampouco apenas empreendedoras. Nesta série especial, apresentamos histórias que ao mesmo tempo em que são diversas, mas que compartilham muitas coisas em comum. 

Confira nos links abaixo cada uma dessas trajetórias inspiradoras que evidenciam a riqueza e a diversidade de histórias do ecossistema de inovação catarinense

ANA LUIZA MEES:

“Alguns desafios são comuns a muitas mulheres. Precisei e preciso demonstrar meu conhecimento de forma rotineira, talvez de forma mais enfática, a fim de ser reconhecida e levada a sério. Superei preconceitos e barreiras através de minhas entregas e domínio do conhecimento”

BRUNA DEGANI:

“Infelizmente, a falta de modelos femininos de sucesso dificulta as mulheres se verem como empreendedoras no setor de tecnologia, mas esse momento está ficando no passado, principalmente pelo fato das mulheres estarem se unindo para ocuparem esses espaços””

LETÍCIA MAZZARINO:

Um dos momentos mais desafiadores foi quando meu filho mais novo nasceu – na época, coloquei um berço no escritório e o levava comigo durante o trabalho. Para superar esses desafios, busquei desenvolver habilidades de liderança e gestão, além de estabelecer uma rede de apoio sólida, tanto dentro quanto fora da empresa. Aprendi a delegar tarefas e a priorizar meu tempo de forma eficiente.  

MARIA LUIZA WAGNER:

Para mulheres, um conselho seria acreditar sempre na sua capacidade, vejo como característica muito comum entre nós, o medo e a resistência em aceitar desafios, achando que nunca será capaz de estar preparada. E cada vez mais, vejo o quanto mulheres estão se redescobrindo em novas versões, novas profissões e se sentindo ainda mais realizadas. 

ROSANGELA MENEZES:

Aos jovens, digo para seguir estudando, buscando oportunidades afirmativas e se preparando principalmente com as habilidades socioemocionais. Contudo, reforço ainda mais para levar a vida com leveza, que estude e busque oportunidades de ter carreira próspera, mas sem abdicar das coisas que acontecem no offline. 

Fonte: Por Fabrício Umpierres, editor – scinova@scinova.com.br 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore