fbpx

Estudo mostra cenário otimista para mercado de fusões e aquisições em tecnologia em 2024

Report produzido pela Questum mostra também que empresas catarinenses de tecnologia se destacaram pelo lado das compradoras de startups

Imagem: DALL-E/SC Inova

O mercado de fusões e aquisições (M&A) no setor de tecnologia deve ter um 2024 mais movimentado do que em 2023, na esteira do crescimento da economia global – e de um cenário mais estável no Brasil. Esta tendência é um dos destaques do Startup M&A Deals Report, divulgado nesta terça (23) pela Questum, firma de M&A e investimentos seed para startups, com sede em Florianópolis. 

O documento analisa o comportamento do mercado e os principais negócios realizados no segundo semestre de 2023 e aponta um cenário de expansão para o ano que inicia. 

“As previsões do meio do ano (M&A Deals Report 2023 H1) foram confirmadas e os números que temos acompanhado no mercado de M&A e de investimentos desde 2022 iniciaram uma cautelosa recuperação durante o segundo semestre de 2023. Aos poucos, é possível perceber um retorno na quantidade e uma recuperação nos valores dos deals em relação ao primeiro semestre do ano”, destaca a Questum no documento. É importante lembrar que, além dos conflitos geopolíticos, o começo de 2023 foi marcado pela surpreendente bancarrota do Silicon Valley Bank, que abalou a confiança de investidores de startups. 

Na série histórica 2015-2023, as Fintechs (13%) e as Retailtechs (10%) lideram como os tipos de startups mais adquiridas, tanto em quantidade de M&As quanto volume total de reais transacionados nos deals. Porém, nos últimos anos os setores de saúde (Healthtechs) e agronegócios (Agtechs) vem se destacando e crescendo tanto em investimentos quanto em transações de M&A.

SC NO BUY-SIDE

Chama a atenção no report que a participação de empresas de Santa Catarina desta vez está maior do lado de quem compra (buy-side) do que de quem é adqurido (sell-side). Na ilustração abaixo, percebe-se a presença de grandes companhias com sede no estado, como Selbetti, Softplan, Intelbras, WEG e Exact Sales listadas entre as principais compradoras do ano – mostra de que a estratégia de corporate venture capital amadureceu no ecossistema local.

Fonte: Startup M&A Deals Report 2023 H2 / Questum

Em entrevista ao SC Inova no início de 2023, o managing partner e fundador da Questum, Rafael Assunção, afirmou que “como o número de compradores potenciais só aumenta, é mais comum que os novos entrantes comprem mais. A gente presta muita atenção na taxa de juros, no papel do Banco Central, mas no final do dia as decisões de compra são muito mais micro do que macroeconômicas”.

O report destaca também que a maior parte das compras ocorreram na faixa entre R$ 20 milhões e R$ 200 milhões, “tanto por conta da capacidade econômica dos compradores, como pela retração dos valuations e do acesso ao capital para operações de maior porte”. 

Ainda observando o cenário catarinense, o deal acima da média no período foi a aquisição da RHtech Ahgora, de Florianópolis, pela Totvs por R$ 380 milhões – superando outras aquisições da companhia em SC, como Feedz (2022) e Exact Sales (2023), mas bem longe da bilionária aquisição da RD Station, em 2021 (o “ano de ouro” dos investimentos e aquisições). 

Na mais recente análise semanal do mercado de fusões e aquisições, o partner da Questum Anderson Wustro destacou previsões externas positivas para o Brasil: “com uma maior estabilidade econômica e o ambiente de negócios mais favorável, o Brasil está se tornando um destino cada vez mais atraente para investimentos e transações M&A. Isso ganha destaque, especialmente ao considerarmos os desafios que enfrentamos em 2023, como a troca de governo, turbulência na economia, taxas de juros elevadas e um volume reduzido de transações”.

Fonte: Redação SC Inova / Por Fabrício Umpierres, editor SC Inova

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore