fbpx

Governo de SC investe mais de R$ 129 milhões em obras na Educação e reparos nas estruturas das escolas em todas as regiões do estado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SED) investiu, desde o início do ano até agora, mais de R$ 129 milhões para melhorias na infraestrutura das escolas catarinenses. Destes, cerca de R$ 82,6 milhões foram destinados para novas obras e mais de R$ 47 milhões para manutenção e reparos. A manutenção compreende reparos na estrutura da escola, troca de telhado, manutenção na fiação elétrica, consertos de vazamento e obras de conservação do prédio.

“Nós estamos investindo mais de R$ 6 bilhões na educação básica porque iremos elevar a régua da educação catarinense e isso passa também pela infraestrutura das escolas. Precisamos renovar os telhados, a rede elétrica para dar qualidade de estudo e de vida para nossos jovens”, destaca o governador Jorginho Mello.

Os contratos são geridos pela Secretaria de Estado da Educação (SED) e repassados para as 36 Coordenadorias regionais. No caso da manutenção, os valores são divididos entre as regionais de acordo com o número de alunos e unidades de ensino da rede estadual. Para solicitar alguma manutenção, as unidades escolares devem enviar uma solicitação às coordenadorias regionais de educação através de sistema específico. O engenheiro fiscal responsável pelo contrato autoriza os serviços e a ordem de serviço é emitida em seguida pela SED, tornando o processo mais rápido e transparente.

“Uma boa infraestrutura das escolas é fundamental para promover ensino de qualidade para nossos alunos, que é nosso maior objetivo. Além de investimentos, precisamos de monitoramento para garantir o correto andamento das obras. Por isso estamos fazendo uma fiscalização mais efetiva dos contratos”, afirma o Secretário de Estado da Educação, Aristides Cimadon.

O ano também está sendo marcado pelo início de obras esperadas pelas comunidades. No início do ano, o Governo do Estado retomou a construção da EEB Vitório Roman, em Vargem Bonita, recebeu investimentos de R$ 12,3 milhões e a obra está prevista para ser concluída em outubro. A unidade foi destruída por um vendaval em 2018 e os estudantes estão estudando em um pavilhão improvisado desde então.

Em Criciúma, a EEB João Frassetto recebeu um investimento de mais de R$ 9 milhões. A reforma da escola contempla telhados novos, rede elétrica, pisos, azulejos, pintura e adequações de acessibilidade e de combate e prevenção contra incêndio. Além disso, será construído um novo bloco com dois pavimentos, incluindo laboratório, sala de leitura e um auditório para, aproximadamente, 400 pessoas.

Em Pinhalzinho, a SED autorizou o início das obras na EEB Vendelino Junges, com um investimento de R$ 4,5 milhões. A unidade será reformada e ampliada, com novas instalações e salas de aula para garantir mais conforto para a comunidade escolar.

Renovação da rede elétrica nas escolas

O segundo semestre também está sendo marcado pelo início da parceria entre SED, Celesc e ACAFE para recuperação da rede elétrica nas escolas. A parceria está mapeando as carências elétricas das escolas estaduais, agilizando a melhoria da infraestrutura e ampliando a capacidade de fornecimento de energia nas unidades.

Os estudantes das universidades já estão indo até às unidades para desenhar os projetos, que serão liberados pela Celesc e licitados pela Secretaria, permitindo a instalação de equipamentos.

Fonte: Por ASCOM | SED 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore