fbpx

Governo de SC vai destinar R$ 111 milhões para laboratórios e criação de rede de pesquisa

No maior investimento já realizado pela Fapesc, serão contemplados 50 projetos de 19 instituições de ensino superior em 14 cidades catarinenses. Além disso, está sendo organizado um banco de dados sobre o ecossistema de pesquisa do estado

Foto: Ricardo Wolffenbuttel/SECOM.

Uma ferramenta inédita pretende interligar os laboratórios de pesquisa das Instituições de Ensino Superior (IESs) de Santa Catarina. A iniciativa é do Governo do Estado e será anunciada nesta terça-feira (6), durante o lançamento do Programa MultiLab SC – Laboratórios Multiusuários.

O investimento na estruturação de laboratórios supera os R$ 111 milhões. Cinquenta projetos foram selecionados, por meio de edital de chamada pública promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), que vai beneficiar 19 IESs, sendo 21 campi, em 14 cidades de todas as regiões do Estado. Cada projeto receberá até R$ 2,5 milhões. Os recursos estão sendo destinados para a melhoria de infraestrutura, aquisição de equipamentos de última geração, além de uma série de investimentos para impulsionar a pesquisa avançada em Santa Catarina.

Os novos laboratórios vão integrar uma rede estadual. Em um projeto inédito, que está sendo liderado pela Fapesc, as estruturas estarão disponíveis não só para os pesquisadores ligados diretamente à instituição contemplada, mas também a estudiosos de outras entidades e até mesmo pesquisadores de fora do meio acadêmico. Para isso, está sendo organizado um banco de dados com informações detalhadas sobre o ecossistema de pesquisa catarinense. A proposta é apresentar em detalhes os laboratórios disponíveis em cada IESs de Santa Catarina, incluindo as instituições públicas federais e estadual e também privadas sem fins lucrativos.

A plataforma terá o histórico de trabalhos realizados em cada um dos laboratórios. A partir destas informações, os pesquisadores podem localizar, consultar a disponibilidade e agendar horários para uso das estruturas. Ferramentas de inteligência artificial devem ser agregadas para facilitar as buscas.

Fonte: Redação SC Inova, com informações da Fapesc

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore