fbpx

Robô com olhos de inseto pode baratear produção; entenda

Imagem: Vitória Gomez via DALL-E/Olhar Digital: Willyam Bradberry/Shutterstock

A maioria dos robôs disponíveis atualmente consegue enxergar através de câmeras comuns de alta resolução, mas essa abordagem pode ser cara. Pesquisadores de Hong Kong propuseram uma alternativa: dar a um robô olhos de inseto, que reduziriam significativamente os valores de produção e podem baratear algumas áreas da robótica.

Robô com olhos de inseto

A ideia de dar “olhos de inseto” aos robôs veio de pesquisadores da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, que descreveram o projeto em artigo publicado na Science Robotics.

Como explicou o TechXplore, houve empecilhos no caminho. Os olhos dos insetos, também chamados de olhos compostos, são formados por múltiplas lentes pequenas cobrindo um hemisfério. Então, as imagens são “costuradas” no cérebro para serem interpretadas pelos animais.

A ideia de fazer o mesmo com robôs seria uma tarefa complicada por um motivo: as lentes atuais são planas e não poderiam ser fixadas em superfície curva.

Ilustração do processo de construção do robô (Imagem: Divulgação/Zhiyong Fan)

Eles tiveram que mudar a abordagem:

  • Para criar o olho do robô inseto, os pesquisadores começaram com um hemisfério de plástico com vários furos na superfície, que permitiam a entrada de luz;
  • Então, eles tamparam cada um dos buracos com um nanofio de perovskita, o que direciona a luz para um sensor individual;
  • Depois, todos os sensores de luz foram conectados a um processador central. Este, por sua vez, funciona como o cérebro do inseto, que une as partes para formar o todo;
  • Essa técnica permitiu a criação de campo de visão de 140 graus. Quando emparelhado com outro olho de inseto do mesmo tipo, o campo aumenta para 220 graus.

Testes e aplicação

Os pesquisadores testaram os olhos de inseto robô em drone voador, com a tarefa de rastrear um robô de quatro patas. Os resultados foram positivos.

Agora, eles esperam que o robô possa ser usado com outros dispositivos semelhantes em hordas de robôs, ou com a tecnologia de olhos compostos em veículos autônomos.

Fonte: Olhar Digital / Por Vitoria Lopes Gomez, editado por Rodrigo Mozelli 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore