fbpx

Termo de cooperação vai incrementar fiscalização aérea na agropecuária catarinense

A Secretaria de Estado da Agricultura (SAR) e a Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) assinaram, na tarde dessa segunda-feira, 28, um termo de cooperação técnica para disponibilizar as aeronaves da Corporação para atividades de fiscalização e transporte especializado da SAR.

A agropecuária catarinense é frequentemente desafiada a enfrentar eventos climáticos extremos com perdas e danos significativos. Dentro dessa premissa, é necessário manter os serviços de proteção e vigilância visando prevenir a entrada de doenças e pragas que podem provocar graves impactos sociais e econômicos, especialmente para as exportações de carnes processadas, para a renda das famílias rurais e a própria segurança alimentar.

O termo de cooperação, entre a SAR e a PMSC, através do Batalhão de Aviação da Polícia Militar (BAPM), busca incrementar as atividades aéreas de fiscalização, monitoramento e controle de situações emergenciais relacionadas à agropecuária catarinense, em conjunto com a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI).

“Sem dúvida, um termo de parceria muito importante para a proteção do campo, dos nossos servidores na fiscalização e para a segurança da sanidade agropecuária catarinense” , frisou o Secretário da Agricultura Valdir Colatto.

A aproximação entre as pastas visa aumentar a eficiência de ações, fiscalizações, bem como situações emergenciais relacionadas à agropecuária em Santa Catarina utilizando o apoio especializado de aeronaves e efetivo treinado para o transporte ágil de amostras necessárias para a confirmação de doenças que possam afetar a condição sanitária do Estado de Santa Catarina, assim como fiscalização e vigilância aérea.

As demandas desta parceria fazem parte de uma extensa lista de atividades como a vigilância das fronteiras, trânsito de animais ou produtos de origem animal, casos de emergência sanitária, localização de eventos irregulares, investigação sobre o funcionamento de estabelecimentos industriais irregulares, transporte de amostras em situação emergencial, além de outras atividades programadas.

O comandante-geral da PMSC, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa destacou que “essa parceria vai trazer uma série de benefícios ao setor do agronegócio, além de contribuir para a proteção da agropecuária catarinense”.

Estiveram presentes no ato de assinatura, além do secretário de estado da agricultura, Valdir Colatto e do comandante-geral da PMSC, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa, os presidentes da CIDASC e da EPAGRI, Celles Regina de Matos e Dirceu Leite, bem como o comandante e o subcomandante do Batalhão de Aviação da PMSC, tenente-coronel Iagã Indalêncio Cota e tenente-coronel Jairo Cúnico Bernardes.

Fonte: Por ASCOM | SAR 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore