fbpx

Apple enfrenta processo bilionário por polêmica com desenvolvedores; entenda

A empresa de Cupertino virou alvo de um novo processo no Reino Unido por taxas cobradas de desenvolvedores na App Store
Imagem: Primakov/Shutterstock

A Apple foi surpreendida nesta terça-feira (25) por uma ação coletiva de 785 milhões de libras (cerca de US$ 1 bilhão) movida por mais de 1.500 desenvolvedores de aplicativos no Reino Unido. O motivo? As taxas cobradas pela App Store.

  • A empresa cobra comissões de 15% a 30% para quem utiliza o seu sistema de pagamentos para vender ou oferecer transações dentro de aplicativos.
  • A medida foi novamente criticada pelos desenvolvedores e também já foi alvo de reguladores antitruste em diversos países.
  • A ação no Tribunal de Apelação da Concorrência britânico foi movida por Sean Ennis, professor do Centro de Política de Concorrência da Universidade de East Anglia e é assessorada pelo escritório de advocacia Geradin Partners em nome de 1.566 desenvolvedores.

“As cobranças da Apple aos desenvolvedores de aplicativos são excessivas e só possíveis devido ao seu monopólio na distribuição de aplicativos para iPhones e iPads (…). As cobranças são injustas por direito próprio e constituem preços abusivos. Elas prejudicam os desenvolvedores de aplicativos e também os compradores de aplicativos”

Sean Ennis, professor do Centro de Política de Concorrência da Universidade de East Anglia

 

O que diz a Apple

  • A big tech já disse antes que 85% dos desenvolvedores que usam a App Store para distribuir aplicativos não pagam nenhum tipo de comissão.
  • A companhia acrescenta que a loja da apps ajuda desenvolvedores europeus a “acessar mercados e clientes em 175 países ao redor do mundo”.
  • Vale destacar que o negócio de serviços da Apple, que inclui a App Store, viu as receitas crescerem em ritmo acelerado nos últimos anos e agora fatura algo em torno de US$ 20 bilhões por trimestre.

 

Apple libera chatbot para funcionários

Oficialmente na briga da inteligência artificial generativa, a Apple também começou os testes da sua versão do ChatGPT: o Apple GPT. Segundo informações do Bloomberg, a Maçã disponibilizou o recurso para funcionários internos e logo deve implementá-lo no suporte ao cliente. 

Compartilhe este conteúdo

Conteúdos Relacionados

Siga a Ascenda Digital
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore